O Noroeste de Minas Gerais tem forte participação da produção agrícola na economia

“A região deve atrair grandes indústrias de processamento, de empacotamento e comercialização de feijão, milho, derivados da soja para consumo animal e humano. Junto a isso, e não menos importante, é preciso estimular a implantação de agroindústrias nos projetos de assentamentos da reforma agrária”, afirma Arquimedes Borges, destacando a vocação do Noroeste de Minas Gerais, formado por dezenove municípios que tem forte participação da produção agrícola na economia.  

Ler o artigo completo no site da Uol